Comparação com outros dois métodos

A pesquisa bibliográfica é fundamentada nos conhecimentos de biblioteconomia, documentação e bibliografia; sua finalidade é colocar o pesquisador em contato com o que já se produziu e registrou a respeito do seu tema de pesquisa.

A principal vantagem da pesquisa bibliográfica reside no fato de permitir ao investigador a cobertura de uma gama de fenômenos muito mais ampla do que aquela que poderia pesquisar diretamente. Esta vantagem se torna particularmente importante quando o problema de pesquisa requer dados muito dispersos pelo espaço. Além disso a pesquisa bibliográfica é indispensável para a realização de estudos históricos

O ponto negativo deste método é porque muitas vezes são encontrados dados equivocados, ou processados erroneamente. Por causa disso é necessário que o pesquisador esteja atento para não acreditar em informações erradas e sempre buscar o maior número de fontes possíveis.

Já na entrevista temos como vantagens a presença da fonte, que acaba gerando uma maior flexibilidade na hora da coleta de dados. Por ser a fonte uma pessoa, e não um livro como na pesquisa bibliográfica, o pesquisador tem a possibilidade de verificar as discordâncias, além de avaliar as atitudes comportamentais do entrevistado. Isso acaba gerando uma investigação mais ampla com dados quantificados.

A desvantagem é que vários fatores contribuem para a deformação das informações. A dificuldade de expressão é um dos pontos fracos deste método. Além disso sempre há a hipótese do pesquisador interpretar errado aquilo que a fonte fala. A influência que o pesquisador passa ao entrevistado também gera modificações nos resultados. E nunca se sabe qual será o humor do entrevistado, o que pode fazer com que uma bela fonte não passe nada importante. Todas estas desvantagens são típicas de fontes dinâmicas, como pessoas. Isso já não ocorre com fontes estáticas, como os livros da pesquisa bibliográfica.

Em uma pesquisa documental a vantagem principal são os baixos custos. Diferentemente dos outros métodos, neste o pesquisador necessita praticamente só do tempo. Além disso os documentos surgem como uma fonte rica e estável de dados, além de ter a vantagem de não exigir contatos com o sujeito da pesquisa. Esta última é o grande problema da entrevista, e não influi também na pesquisa bibliográfica.

Mas os documentos geralmente não têm representatividade, além da subjetividade. Os pesquisadores mais experientes garantem a representatividade selecionando alguns documentos, dentro de um grande número deles, aleatoriamente. Já o problema da objetividade já é mais complexo. Por isso é importante que o pesquisador considere as mais diversas implicações relativas aos documentos ontes de formular uma conclusão definitiva.

3 comentários:

  1. Seus textos sao excelentes , de total funcionalidade e com temas bem definidos . parabens e continue assim .beijs

    ResponderExcluir
  2. muito bom!foi de grande utilidade!Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Muito bom !! serviu muito !

    ResponderExcluir